Minha Transição Capilar

Olá, tudo bem?

Acho que o melhor tema para iniciar o blog Cacheada é contar como está sendo a minha transição capilar.

Fiz progressiva por muuuuuitos anos, e antes disso era criança e não cuidava direito do cabelo, ele era penteado a seco, com escova e um pouco de creme… a ideia era deixar mais ou menos liso e tirar o volume…

Quando resolvi deixar de alisar, a quase 3 anos atrás, não tinha noção de como seria meu cabelo natural… Ia ter que sair da zona de conforto mas estava determinada, afinal a quantidade da cabelo ia diminuindo a cada vez mais com a química constante…

Mas se está pensando em voltar ao natural, saiba que vale muito a pena!

 

Dá pra seguir pelas fotos!

Foto 1 – Dez/2013: Cabelos Longos, com progressiva a cada 6 meses e fazendo chapinha praticamente todos os dias… Suuuuper liso e com as pontas bem fininhas…

Foto 2 -Abr/2014: O Ano da decisão. Cabelo bem comprido, mas cada vez caindo mais, mesmo deixando de pintar…  Resolvi parar de fazer progressiva.

Foto 3 – Jan/2015: Cortei um pouco, fiz progressiva infantil, parei a chapinha… Estava difícil desapegar do liso…

Foto 4 – Jul/2015: Sem progressiva desde janeiro, usando o cabelo sempre molhado e com muuuuuuuuuito creme.

Foto 5 – Ago/2015: Fui no Beleza Natural fazer uma hidração e cortar as pontinhas e as meninas me convenceram a cortar a parte que não enrolava mais… Saí de lá com o cabelo curtinho. Foi um choque! Mas um choque necessário.

Foto 6 – Set/2015: Me adaptando ao cabelo mais curto, feliz com a facilidade de cuidar após tirar as pontas que não enrolavam

Foto 7 – Dez/2015: Criando coragem pra usar o cabelo seco e com o volume natural.

Foto 8 – Mai/2016: Crescendo!

Foto 9 – Fev/2017: Seco, com os cachos naturais, luzes, as pontinhas ainda tem um restinho de progressiva mas enquanto enrolarem vou mantendo…

 

No início foi bem difícil, fiquei super triste quando cortei um montão, por isso admiro muito quem tem coragem de fazer um BC…

Se você está pensando em fazer a transição aos poucos, super funciona, sou a prova disso!

 

 

 

Comentários

Comentários

You may also like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *